sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Sábado na BE!
          
     As sessões de sábado na BE acontecem desde 2009, ou seja, há já sete anos.
     Entre as dez e o meio-dia, foram já muitas as histórias contadas e inúmeros os ateliês dinamizados.
     Este ano letivo foram já dinamizadas três sessões.
    A história de outubro, A que sabe a lua?, de Michael Grejniec apelou à imaginação das crianças presentes, para quem a lua “é doce” ou “sabe a queijo”. Quem nunca sonhou dar uma trincadela na lua? Foi precisamente este o desejo dos animais desta história. Só queriam provar um pedacinho mas, por mais que se esticassem, não eram capazes de lhe tocar. Então, a tartaruga teve uma ideia genial: "Talvez entre todos consigamos alcançá-la.", provando que o trabalho de equipa é um excelente meio para alcançar um fim comum. Aproveitando para estabelecer uma ligação ao Dia Mundial da Alimentação e ao Halloween, o ateliê consistiu num marcador decorado para as refeições dos pequenos participantes.
    Em novembro, O canteiro dos livros, de José Jorge Letria fez-nos imaginar um canteiro no qual, para além das flores, nascem livros. Imagine-se uma criança que estabelece com esses livros uma relação de cumplicidade e de mistério que se transforma num segredo bem guardado. O canteiro dos livros é uma narrativa para crianças e para adultos, pois celebra a paixão pelos livros e pela leitura, evidenciando a importância que têm, ou deveriam ter, nas nossas vidas, o saber e a magia que habitam nos livros. Após a leitura, cada menino/a elaborou um requintado marcador de livros.
    Em dezembro, como não podia deixar de ser, uma história de Natal, cheia de mensagem e magia, tão próprias desta quadra, A mais bela árvore de Natal, de Marie Duval e Alain Jost, numa homenagem a um dos principais símbolos do Natal – a árvore –, mas sem esquecer a preservação do meio ambiente. E para mais tarde recordar, o trabalho desenvolvido nesta sessão foi decorar um ou mais moldes de pinheiro de Natal para integrar a decoração da árvore de cada um.
    Momentos únicos entre miúdos e graúdos, sempre prontos a ajudar os mais pequeninos nas tarefas após a sessão de leitura.

    Um projeto com tendência a continuar, porque ler… é voar!





Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.