quarta-feira, 12 de março de 2014

ALICE VIEIRA - AUTORA DO MÊS NA BIBLIOTECA

O mês de março é dedicado à escritora Alice Vieira na rubrica «autor do mês». Os trabalhos dos alunos já estão expostos na biblioteca.


Alice Vieira nasceu em 1943 em Lisboa. É licenciada em Germânicas pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Em 1958 iniciou a sua colaboração no Suplemento Juvenil do Diário de Lisboa e a partir de 1969 dedicou-se ao jornalismo profissional. Desde 1979 tem vindo a publicar regularmente livros tendo, atualmente editados na Caminho, cerca de três dezenas de títulos.

Recebeu em 1979, o Prémio de Literatura Infantil Ano Internacional da Criança com Rosa, Minha Irmã Rosa e, em 1983 com Este Rei que Eu Escolhi, o Prémio Calouste Gulbenkian de Literatura Infantil e em 1994 o Grande Prémio Gulbenkian, pelo conjunto da sua obra. Recentemente foi indicada pela Secção Portuguesa do IBBY (International Board on Books for Young People) como candidata portuguesa ao Prémio Hans Christian Andersen. Trata-se do mais importante prémio internacional no campo da literatura para crianças e jovens, atribuído a um autor vivo pelo conjunto da sua obra.

Alice Vieira é hoje uma das mais importantes escritoras portuguesas para jovens, tendo ganho grande projeção nacional e internacional. Várias das suas obras foram editadas no estrangeiro.

(in http://alicevieira.net/biografia/biografia.htm)







«PEDRO E A LUA» - JARDIM DE INFÂNCIA DE ARCOZELO

«Pedro e a lua» - história contada e animada na biblioteca da escola sede para os alunos do Jardim de Infância de Arcozelo.
“Era hora de deitar, mas o Pedro não conseguia dormir. Estava aborrecido e olhava para a Lua.
E o que o aborrecia? Na escola, a professora mandava sempre fazer trabalhos de casa, os amigos às vezes troçavam com ele, e até em casa, com os pais, tinha horas para tudo... até para brincar!
O Pedro desejava partir para um sítio onde pudesse fazer tudo o que lhe apetecesse e onde não o incomodassem. Esperou então uma estrela cadente passar, e, ao fechar os olhos, desejou viajar até à lua, para sempre lá ficar...”





terça-feira, 11 de março de 2014

LANÇAMENTO DO LIVRO «LEMBRANÇAS»

No passado dia 15 de fevereiro, foi lançado o livro «LEMBRANÇAS», de Paulo Machado, na biblioteca do Centro Educativo das Lagoas. O evento contou com a participação de muitos ouvintes/espetadores que encheram o espaço. 
video

O título – Lembranças – é uma boa sinopse dos trinta poemas que  constituem o livro, já que representam, de facto, lembranças: recordações mais ou menos nostálgicas, de momentos, espaços, pessoas… que passaram na vida do Paulo sem indiferença; lembranças que até aqui guardou na memória e no coração, lembranças que agora perpetua através da escrita. Lembranças permite a representação de evocações que a capacidade mnemónica do autor apreendeu e fixou e que podem ser transpostas por cada um de nós. A obra hoje aqui apresentada é a tradução de um conjunto de imagens sensoriais afastadas no tempo e no espaço e influenciado pela afetividade e pela vontade. No fundo, a escrita é a consciência do autor que permite a criação de pontes entre os tempos (passado e futuro) para criar novos sentidos para olhar o futuro.